Tudo o que você precisa saber ao contratar serviços de Cloud Computing

Tudo o que você precisa saber ao contratar serviços de Cloud Computing

Falar em serviços de cloud computing (computação em nuvem) não é mais novidade, já que a nuvem está crescendo e novas tecnologias estão emergindo diariamente. Trata-se de uma terminologia que já ganhou as grandes corporações, órgãos governamentais e agora começa a chegar nas pequenas e médias empresas.

A cloud computing pode oferecer diversos benefícios para o mundo corporativo, até mesmo para as empresas de pequeno porte. Os serviços que envolvem essa tecnologia fazem uso do grande desempenho de processamento nas nuvens, por isso contam com a possibilidade de aumento de memória e espaço de armazenamento.

Contudo, o que essa inovação significa em termos de melhorias nos processos das empresas? Continue acompanhando este post e entenda os principais benefícios que o serviço de cloud traz para a organização. Vamos a eles?

Acesse às informações de qualquer lugar

Hoje, as distâncias físicas estão deixando de ser um obstáculo para que as organizações façam negócios entre si. Da mesma maneira, os colaboradores de uma empresa precisam conseguir acessar as informações de qualquer lugar onde estejam.

Desse modo, surge a necessidade de armazenar os dados em um ambiente virtual, comum, ágil e seguro. E essa é a relevância de usar os serviços de cloud computing, cujo diferencial está no modo como ela aproveita a estrutura de hardware.

Para que a cloud computing seja possível, é necessário que a parte mais pesada do processamento permaneça na nuvem. Com isso, qualquer pessoa com um celular, computador ou tablet pode acessar os dados por meio do navegador.

Conheça os serviços de cloud computing

Há três tipos de cloud computing, sendo que cada um deve ser avaliado para saber em qual o seu negócio se encaixa. Porém todos contam com diversos serviços separados por planos, com custos mensais ou anuais, adequados para cada um, e você poderá alterá-lo conforme as necessidades de sua empresa. São eles o público, privado e o híbrido.

Cloud público

É a terceirização do serviço de Tecnologia da Informação pelo empresário. Em um exemplo, podemos dizer que esse gestor escolheu o plano adequado às funcionalidades ao seu negócio, contando com armazenamento das informações online, automação de fluxo de trabalho, melhor gerenciamento de departamentos ou até mesmo do tempo.

Dessa maneira, os funcionários compartilham dos recursos e espaços contratados. A Amazon, Google e a Microsoft são alguns dos provedores de serviços de cloud público.

Cloud privado

Nesse modelo, o empresário compra a própria nuvem para sua empresa, mas precisará de um investimento maior. Na maioria das vezes, é feito esse aporte quando é preciso armazenar dados estratégicos ou alguma aplicação sujeita à legislação de governo, e somente alguns usuários selecionados estarão aptos a acessar as informações.

Esse sistema tem maior segurança e privacidade com a utilização de firewall e hosting interno. No entanto, é preciso ter um departamento de TI para gerenciar a nuvem, ao contrário do que ocorre no público.

Cloud híbrido

Combinação das nuvens público e privado em um mesmo ambiente otimizando os recursos de TI, permitindo a transferência de dados entre ambos de maneira segura e flexível. Informações não confidenciais e corriqueiras permanecem no público e os dados sigilosos no privado.

Ao contrário do privado, as empresas podem reduzir despesas de curto prazo no público aplicando maior investimento no privado. É considerada a união do melhor de cada categoria como flexibilidade, eficiência de custo e escalabilidade.

Saiba como escolher a nuvem certa

Avalie alguns critérios importantes ao contratar um serviço cloud computing para que sua empresa tenha bom desempenho, usabilidade e flexibilidade e segurança:

  • busque uma empresa que se mantenha atualizada;
  • analise os serviços inclusos conforme seu plano;
  • contrate sob demanda para pagar pelo espaço e pelas funções que serão usadas;
  • conheça o nível de segurança de sua nuvem;
  • invista em terceirização para um grande volume de dados;
  • considere a vulnerabilidade da nuvem e previna-se;
  • priorize empresas que deem suporte de qualidade.

Maior segurança para os dados

Esse modelo de computação conta com diversos softwares de criptografia, com uma segurança muita alta, a fim de evitar que os dados sejam contaminados por vírus, haja roubo de informações ou invasões. Prova disso são as grandes e importantes empresas que disponibilizam esse serviço, como Google, Dropbox, Yahoo, IBM e Amazon.

O fato de ser tão seguro ocorre por vários fatores, entre eles: infraestrutura já realizada com conceitos de segurança e profissionais altamente capacitados cuidando do sistema.

Os planos são contratados no estilo As a Service, entenda melhor:

  • SaaS (Software as a Service): você não compra licença do software de gerenciamento da nuvem e sim o serviço com planos acessíveis;
  • IaaS (Infrastructure as a Service): fornecerá para a sua empresa a infraestrutura capaz em termos de servidores virtuais e dispositivos de infraestrutura. O custo conta o número de servidores virtuais, dados armazenados e trafegados.
  • PaaS (Platform as a Service) sua empresa usa os softwares contratados da nuvem, porém poderá desenvolver algum mais personalizado para complementar o seu serviço. Evitando pagar licenças e hardware.

Geralmente, os dados em nuvem são hospedados em vários Data Centers, permitindo maior segurança com bloqueio de aplicações, antivírus e antispyware etc.

Melhorias dentro do departamento de TI

A maioria das empresas que adota a nuvem está vendo benefícios em seu departamento de TI em até meio ano. Tais melhorias ocorrem nos aspectos relacionados à qualidade, eficiência e segurança. Sem contar que mudar para a nuvem faz com que essas empresas reduzam seus custos.

Tal decisão também é benéfica para que a empresa utilize a sua equipe de maneira mais eficiente.

A cloud computing pode ter várias funções para diferentes interesses e negócios. A grande questão sobre esse serviço é que ele pode auxiliar a empresa a ser mais sensível às condições do mercado, além de otimizar ou reduzir os custos de TI.

Flexibilidade, agilidade e escalabilidade

É bem provável que a empresa, em um cenário positivo, cresça e ganhe destaque rapidamente no mercado. No entanto, se ela tem uma tecnologia baseada em servidores físicos, é bem possível que os planos de crescimento sejam barrados pelos prazos de migrações de infraestrutura e de upgrade de servidores.

Com o uso da tecnologia cloud computing, a empresa não vai precisar se preocupar com os investimentos que terá que fazer, já que ela é flexível e permite que o negócio aumente ou diminua a infraestrutura de tecnologia no momento em que desejar, de forma ágil e rápida.

Redução de custos

No passado, as empresas desenvolvedoras de ERP, por exemplo, precisavam investir em profissionais capacitados para configurá-los em servidores próprios e adquirir licenças de bancos de dados — o que certamente custava extremamente caro para os negócios.

Além de todas as vantagens citadas, os serviços de cloud computing, sem dúvida, estão crescendo e sendo bem avaliados pelos empresários, tanto no Brasil quanto no exterior. Veja os valores de algumas nuvens:

  • Dropbox: cobra US$ 12,50 por mês para 3TB, US$ 20 para espaço ilimitado e ainda há um plano maior personalizado;
  • G Suite: tem valores mensais de US$ 5 por 30GB, US$ 10 a US$ 25 ilimitados;
  • OneDrive: já apresenta valores nacionais de 1TB por R$ 19,40, ilimitados com custo de R$ 38,70 e R$ 48,40 — dependendo dos adicionais.

Este artigo apresentou os principais serviços de cloud computing, os tipos existentes, suas vantagens e custos para que uma empresa esteja sempre atualizada na área de tecnologia da informação. Entre em contato com nossa empresa que explicaremos muito mais.

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta

Fechar Menu