Transformação digital em TELECOM: as principais tendências

Transformação digital em TELECOM: as principais tendências

Desde meados do século XX, os serviços de telecomunicação vêm se mostrando fundamentais para a infraestrutura econômica do mundo. O fato é que, seja por meio de fibra ótica, satélites ou mesmo do rádio, transmitir informações de forma segura a longa distância aproxima pessoas, mercados e culturas.

Com a popularização da internet e a aproximação do setor com a TI, há muitas transformações sendo feitas e, como consequência, temos hoje algumas tendências de transformação digital em TELECOM.

E não é novidade nenhuma, nos dias de hoje, dizer que a inovação tem trazido uma série de tendências que vão desde a computação na nuvem e o uso de dispositivos móveis até a internet das coisas no marketing.

Pensando nisso, resolvemos trazer neste post as principais tendências em curto e médio prazo que garantem uma modificação profunda no uso das telecomunicações para as empresas. Quer saber mais? Continue a leitura e confira!!

1. Cloud Computing

Uma realidade totalmente consolidada é a computação na nuvem. Trata-se do uso da infraestrutura baseada na rede mundial de computadores para armazenar, transmitir e processar dados.

Nesse sentido, uma das soluções mais populares para as empresas é o armazenamento de informações na nuvem, fazendo a troca dos servidores físicos pelos que são baseados em data centers de grandes corporações. O acesso pode ser feito por meio de qualquer dispositivo que tenha conexão com a internet.

2. Cloud Service Management

Contratar um serviço de corretagem na nuvem é uma excelente solução para melhorar as telecomunicações das empresas. Na prática, contudo, é possível aproveitar ainda mais potencialidades da Cloud Computing a partir do uso do CSM (Cloud Service Management), um sistema de gerenciamento na nuvem.

O CSM parte da ideia de que as organizações não precisam saber programar para utilizar a tecnologia. Na verdade, basta que elas configurem os serviços considerando as suas necessidades.

Aí é que surge esse sistema de soluções integradas e diferenciadas, incluindo a gestão, a interface de acesso e a transmissão de dados, sem falar na transição do sistema de comunicação tradicional para outro baseado na nuvem.

O propósito maior é fazer com que as organizações não precisem de investimentos massivos para criar e gerir esse tipo de ambiente.

3. Internet das Coisas

O aumento das soluções baseadas na nuvem tem uma pequena ligação com outra tendência de TELECOM e TI: a Internet das Coisas (IoT). Ela aproveita a internet para intensificar o uso de equipamentos simples.

Sejam geladeiras, relógios ou tênis, a ideia é apenas uma: captar informações sobre os usuários e aplicar esses dados para prover experiências mais eficientes de uso ou de compra.

Acredite ou não, é um fato: a IoT tem mostrado cada vez mais diferentes impactos nos negócio, principalmente no marketing.

As locadoras de veículos, por exemplo, já começaram a apostar em soluções inteligentes para os automóveis, fazendo com que as pessoas que alugam os carros em uma cidade diferente recebam informações sobre restaurantes, hotéis e pontos turísticos diretamente no painel do carro.

4. Servidores virtualizados

Por mais que estejam em alta todos os serviços de armazenagem na nuvem, os servidores físicos ainda são considerados ferramentas importantes para o mundo corporativo. Afinal, são robustos, estáveis e capazes de aprimorar o potencial das organizações para gerir informações internas e, até mesmo, acessar os serviços de TELECOM.

E há uma grande novidade no setor: os chamados servidores virtualizados. A finalidade deles é centralizar o trabalho que era feito por máquinas diferentes, aumentando significativamente os custos de TI. Atualmente, uma organização precisa de apenas poucos equipamentos ou até mesmo um único para gerir todo o ecossistema de storage e servers de forma mais econômica.

Tal solução tende a ser incorporada por setores que precisam de processos diferenciados para a armazenagem e a integração com serviços de TELECOM, como instituições financeiras e bancos, além da área farmacêutica e médica.

Assim, é possível perceber que as principais tendências de transformação digital em TELECOM são indispensáveis para que as empresas realizem um excelente trabalho e garantam resultados satisfatórios.

O que achou deste post? Gostou e quer saber mais sobre esse setor na companhia? Então aproveite a visita e leia também o texto “área de telecomunicações: por que investir nesse setor da empresa?”.

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta

Fechar Menu