Planejamento financeiro para PMEs: aprenda como fazer em 4 passos

O cuidado com as finanças muitas vezes não está na lista de prioridades de pequenas e médias empresas. Os empreendedores tendem a preocupar-se apenas com a criação de produtos ou serviços diferenciados e acabam se esquecendo do que é a base para todo negócio: o planejamento financeiro.

Sem essa organização, fica difícil tomar decisões estratégicas. Afinal, quando não se avalia as projeções, torna-se impossível analisar e aplicar investimentos no momento certo, identificar as melhores oportunidades e revisar custos.

Pensando nisso, preparamos o post de hoje com quatro passos que vão ajudar você a planejar bem as finanças do seu negócio e garantir bons resultados. Vamos a eles?

1. Conheça e documente as condições atuais 

Um bom planejamento financeiro serve para definir a melhor forma de utilizar os recursos de uma empresa, visando garantir que o negócio cresça e conquiste os objetivos traçados. No entanto, ele vai ser inviável se o gestor não conhecer profundamente as condições da organização no momento de realizá-lo.

Como conhecer tais circunstâncias? Basta compreender quais são os elementos que impactam no planejamento, como os pontos positivos e aqueles nem tanto, o tempo de mercado, o público-alvo, o tipo de produto ou serviço que oferece e o impacto da macroeconomia no negócio, entre outros.

É fundamental que se avalie a relação com os fornecedores, a fim de saber se há possibilidade de negociação de melhores preços. Também é importante fazer um balanço patrimonial — demonstração contábil — para verificar a posição econômica e financeira da empresa, contemplando seus passivos e ativos. Vale lembrar que é essencial que se documente todas as ações para que elas possam ser avaliadas no futuro.

2. Defina metas e organize as ações

O sucesso de um planejamento exige resultados positivos no caixa da empresa. Mas o que fazer para alcançá-los? Implantando meios de controle financeiro. Pode-se começar pelo básico: deixando de misturar recursos pessoais com o que é do negócio.

Mas não fique apenas nisso. Procure adotar uma planilha de controle de despesas ou então utilize algo mais profissional, como um sistema de gestão on-line.

Um empreendedor que deseja crescer dever inserir determinadas tarefas na rotina da empresa, como pagar contas, realizar o fluxo de caixa, verificar recebimentos e gerar relatórios.

Assim, quando você adquirir maior controle sobre as finanças do seu negócio, poderá ter uma visão mais detalhada da realidade do caixa, propor metas e projetar seu comportamento futuro. Veja alguns exemplos de possíveis metas:

  • lançar um novo serviço ou produto no mercado;
  • conseguir pagar as contas em dia;
  • encerrar o ano sem dívidas ou prejuízos;
  • quitar os empréstimos;
  • abrir uma filial em outra região.

3. Trabalhe com cenários positivos e negativos

É preciso trabalhar com possibilidades distintas, já que, infelizmente, o futuro ainda é uma incógnita para todos. Antecipar diferentes caminhos faz com que a empresa esteja preparada para o que vier. É justamente para isso que serve um planejamento financeiro.

Então, no momento de colocar as contas na ponta do lápis, opte por projetar cenários diversos. Trabalhe sempre com três: um realista, um otimista e um pessimista. Dessa maneira, você vai conseguir se precaver para situações em que precise de uma base melhor.

4. Colocando sua estratégia em prática

Projetou cenários? Registrou todas as ações? Então agora é o momento de traçar os planos, transformando o que foi registrado no papel em realidade. É nessa etapa que algumas medidas devem ser tomadas, como:

  • mapear ações necessárias para transformar as informações em realidade;
  • criar um cronograma real dessas ações;
  • separar as tarefas de acordo com as responsabilidades e competências da equipe;
  • mensurar os resultados.

É preciso ressaltar que é fundamental avaliar para qualificar. Fazendo isso, o gestor poderá definir se precisa corrigir ou manter o que foi planejado. Então, assim que os primeiros resultados práticos do planejamento aparecerem é hora de começar a análise, comparando o que foi previsto com o que foi realizado.

Com um bom planejamento financeiro e uma execução eficiente, a empresa certamente garantirá sucesso nas suas metas. Assim, o gestor consegue evitar desperdícios, assegurar sustentabilidade financeira e rentabilidade dos negócios.

E aí, gostou do post? Então curta a nossa página no Facebook e acompanhe as nossas atualizações por lá!

Saiba como reduzir custos com planos de telefonia da sua empresa

Diante de um cenário de crise econômica e da necessidade de otimizar os gastos, as empresas devem contar com soluções funcionais que apresentem excelente custo-benefício. Nesse contexto, reduzir custos com planos de telefonia tem se tornado um grande desafio para muitas organizações.

Diferentemente da comunicação on-line, que é gratuita (há o plano de dados, claro, mas o uso costuma ser ilimitado), a comunicação por telefone gera custos. Logo, se não houver um controle, esse gasto pode acabar prejudicando a saúde financeira da empresa.

Você se identificou com essa realidade e deseja diminuir os custos do seu negócio com planos de telefonia? Então confira no post de hoje algumas dicas para gastar menos. Boa leitura!

Analise as faturas telefônicas

É comum recebermos a fatura e olharmos apenas o valor total dos gastos, não é mesmo? Pois então, isso acontece também nas organizações. Há um costume de pagar as contas sem analisar cada um dos gastos.

Quando se trata de telefonia, é essencial que se analise cada um dos valores detalhados na fatura. Fazendo isso, torna-se possível saber qual é o tipo de ligação telefônica que está gerando um custo maior, além de conferir se está tudo correto, já que não se pode descartar a possibilidade de erro por parte da operadora.

É importante que esse acompanhamento seja realizado todos os meses visando identificar alterações na conta Vale muito a pena fazer a análise e tornar essa tarefa um hábito, assim não se perde o controle sobre os gastos.

Contrate planos com mais recursos

As operadoras estão constantemente criando novos planos com descontos especiais. No entanto, é fundamental entender que elas não entram em contato com cada cliente a fim de saber se desejam alterar o plano. Desse modo, é preciso que os próprios clientes fiquem atentos e procurem a empresa para analisar as novas possibilidades e solicitar uma mudança.

Então, para que a empresa consiga economizar recursos contratando planos com melhores condições, é importante estar sempre atento aos novos pacotes oferecidos pela operadora. Vale lembrar que a grande maioria delas tem planos especiais para organizações, tanto de telefone fixo quanto móvel.

Incentive a comunicação digital

A cultura digital já faz parte do dia a dia de inúmeras empresas. Diversos setores se comunicam via e-mail, Skype, Slack e WhatsApp, por exemplo. Com tantas alternativas inovadoras, é imprescindível que o gestor estimule o uso desse tipo de comunicação, que é eficaz e mais barato.

É fato que, muitas vezes, uma ligação é essencial para explicar tarefas complexas, mas isso não significa que só é possível utilizar o telefone para todas as comunicações. Estimular a comunicação digital é uma forma de conciliar a redução de gastos com telefonia com a modernização cada vez mais imperativa das companhias.

Oriente os colaboradores

Não vai adiantar muito o gestor promover uma redução de custos com planos de telefonia e não deixar claro aos colaboradores o que deve ser feito. Apenas uma informação vaga não é o suficiente. É preciso que ele explique com clareza os gastos que estão sendo realizados além do necessário e o que cada um deve fazer para colaborar com a redução.

Quando se espera que alguém tome uma atitude, é importante deixar claro o que você deseja que seja feito. Assim, evitam-se desentendimentos e aborrecimentos. Então, reúna-se com os seus colaboradores e explique quais são as metas de redução e qual é o caminho para alcançá-las.

Como se pode perceber, são muitas as soluções que uma organização pode adotar visando reduzir custos. O grande segredo está em incentivar os funcionários a pensar na melhor forma de realizar um contato.

E aí, gostou do post sobre como reduzir custos com planos de telefonia? Ficou interessado? Então acesse a nossa página, conheça os nossos serviços e saiba como podemos ajudá-lo!

O que é o Marco Civil da Internet e como ele impacta minha empresa?

O Marco Civil é um projeto de lei que pretende reger o uso da internet no Brasil. A Lei 12.965 foi sancionada em 23 de Abril de 2014 e regulamentada apenas em 2016, após o decreto 8.771/2016 ser assinado. O principal intuito é prezar pelos direitos da liberdade de expressão, neutralidade de rede e privacidade dos usuários e direitos humanos, além de prever os cibercrimes. 

Abaixo, vamos tratar melhor sobre o que é o Marco Civil da Internet e de quais maneiras ele impacta a sua empresa. Continue a leitura e saiba mais sobre essas questões:

Neutralidade de rede

O princípio da neutralidade de rede consiste em igualdade para todos, independentemente do tipo de uso. Com isso, o gasto do usuário será apenas com a velocidade contratada ao adquirir um plano de internet, e não pelo tipo de acesso que realizará.

Dessa maneira, o usuário poderá usar o que lhe for mais agradável, sem discriminação do que está disponível online. Ele só vai pagar o volume de dados e velocidade contratados. 

Privacidade

Esse foi um ponto bastante delicado e discutido sobre a Lei 12.965 já que, em relação à privacidade, o Marco Civil prevê que os provedores mantenham em sigilo inviolável as informações dos usuários, utilizando recursos tecnológicos como a criptografia e a autorização do visitante para isso. Portanto, só será possível ter acesso a esses dados de conteúdo por meio de ordens judiciais.

Como garantir privacidade no meu site?

Primeiramente, você precisa entender que há dois tipos de documentos que podem realizar essaa questão para o usuário: Termos de Uso e Política de Privacidade. A sua empresa pode ter os dois ou optar por apenas um. Nesses documentos, é necessário que as informações sejam claras e completas, detalhando o regime de proteção de acesso a aplicações de internet e registros de conexão.

Se o site da sua empresa não tiver os documentos de Termo de Uso ou Política de Privacidade, órgãos de fiscalização poderão aplicar uma advertência e até multa de 10% do seu faturamento no último exercício fiscal. Isso porque essa documentação precisa obedecer o Marco Civil, já que antes era feita sem muito embasamento.

Liberdade de expressão

Esse princípio assegura a incapacidade de censura por parte de alguns sites e redes sociais, não podendo excluir publicações de usuários sem determinação de ordem judicial ― com ressalva dos conteúdos de nudez e cenas de sexo explícito.

Fiscalização

Para garantir que os sites não fujam das novas regras, há alguns órgãos que são responsáveis pela fiscalização. A Anatel e a Secretaria Nacional do Consumidor são incumbidas de averiguar as infrações. Já o Comitê Gestor de Internet é encarregado de determinar recomendações, normas e padrões a respeito da neutralidade de rede e proteção dos dados pessoais.

Esses são apenas alguns pontos para que você entenda melhor o que é o Marco Civil da Internet e como ele pode impactar a sua empresa. Procure ler essa nova lei para que sua empresa esteja sempre de acordo com o que é solicitado.

Gostou do nosso conteúdo? Para acompanhar nossas postagens e ficar por dentro das novidades, siga-nos no Facebook, LinkedIn e YouTube!

5 dicas para realizar um atendimento por telefone impecável

O atendimento por telefone é um grande diferencial no relacionamento com os clientes. Transmitir uma mensagem ao consumidor e fazê-lo compreender a essência dela é uma tarefa que envolve muitas variáveis, transformando a comunicação em um grande desafio para o atendente.

A maneira como o cliente é tratado certamente vai influenciar na sua percepção quanto à organização. Logo, quanto melhor o atendimento, melhor é a imagem que o público faz da empresa. São inúmeras as reclamações quanto a esse serviço, como demora no atendimento, atendentes despreparados, entre outras.

Então, com o intuito de ajudar você a evitar tais tipos de problemas para a empresa, preparamos 5 dicas que vão aprimorar o atendimento telefônico ao cliente.

Vamos a elas?!

1. Atente-se ao tom de voz e à dicção

É importante que o atendente tenha um tom de voz adequado. Por isso, é indicado procurar o tom correto para que a ligação possa fluir de maneira produtiva, permitindo que o cliente ouça e entenda a mensagem perfeitamente.

Além disso, o ideal é que as palavras sejam bem pronunciadas. Afinal, não vai adiantar muito falar com um excelente tom de voz e pacientemente se errar na enunciação das palavras, não é mesmo?

Esse é um tipo de falha que pode levar o consumidor a fazer uma interpretação equivocada. E convenhamos que não há nada pior que erros de interpretação em uma conversa telefônica.

2. Seja proativo

É indispensável que o atendente seja proativo no atendimento por telefone. Pode ser muito vantajoso para a empresa se o interlocutor perceber que a intenção é ajudá-lo e estar ao lado dele.

Mas o que realmente significa ser proativo?

É simplesmente ter boa vontade para servir o consumidor. Por exemplo, se o interlocutor deseja falar com uma pessoa que está em horário de almoço ou em uma ligação, o atendente precisa ser proativo, saber garantir o retorno da ligação ou anotar o recado.

3. Saiba ouvir o cliente

Ser impaciente é um grande erro no atendimento telefônico. É preciso ouvir o cliente com atenção, respeito e paciência, sem interrompê-lo. Agindo assim, o atendente vai contribuir positivamente para identificar problemas e oferecer soluções melhores ao público.

Uma empresa não consegue encantar um consumidor quando ela não oferece, no mínimo, um espaço para que ele possa se expressar. Os casos de sucesso só ocorrem quando o cliente tem voz.

4. Atenda rapidamente

Procure atender a ligação do cliente o mais rápido possível, no máximo até o terceiro toque. Quem não se sente mal quando não é atendido rapidamente? Então para que o cliente não se sinta desvalorizado ou até mesmo desista de falar com a empresa, é fundamental garantir rapidez no processo. 

Além disso, caso o cliente precise aguardar na linha, não o deixe esperando por um longo tempo. Pode ser que ele perca a paciência e desligue o telefone.

É importante ressaltar também a vantagem de contar com um atendimento 24 horas, afinal, muitas pessoas ligam para a empresa no horário em que ela está fechada.

5. Tenha carisma

Quem não gosta de ser atendido por uma pessoa extrovertida, atenciosa e empática? O cliente acaba sentindo-se valorizado pela empresa, tornando a ligação prazerosa e agradável.

Então, para que a ligação telefônica garanta um clima harmônico e confortável, é essencial que o atendente utilize suas entonações com criatividade, buscando transmitir emoções contagiantes e inteligentes.

Buscar excelência no atendimento por telefone é um ato fundamental para as empresas. Assim, não se perde uma ligação telefônica e a empresa estará sempre disponível para atender o cliente e solucionar seus problemas. Seguindo essas dicas para garantir um bom atendimento, certamente a melhora será imediata e os clientes saberão reconhecer o comprometimento da marca.

E aí, o que achou deste post? Gostou? Então siga as nossas páginas nas redes sociais para acompanhar as atualizações. Estamos no YouTube, no Linkedin e no Facebook!

3 melhores estratégias digitais para fazer sua empresa crescer

O aumento dos acessos à internet, a popularização dos smartphones e o uso dos mais variados aplicativos demonstram que, atualmente, as empresas que almejam alcançar o sucesso necessitam investir em estratégias digitais.

Diante de um mercado altamente competitivo e consumidores cada vez mais exigentes é necessário acompanhar as tendências tecnológicas, com o intuito de captar e fidelizar clientes, além de ampliar o número de vendas.

No entanto, é preciso utilizar com consciência e sabedoria as ferramentas existentes no mundo digital. Continue lendo o nosso post e veja três estratégias que trazem resultados comprovados que farão a diferença no seu negócio!

1. Invista nas mídias sociais

Independentemente do seu ramo de atuação, certamente há pessoas que se interessam pelo seu negócio nas redes sociais. Por isso, manter um canal de comunicação com elas é essencial, tanto para o fortalecimento da marca, quanto para melhoria no relacionamento.

Além disso, ao divulgar seus serviços e produtos nos diferentes tipos de mídias sociais, possivelmente novas transações comerciais acontecerão. Afinal, muita gente busca nesses meios soluções para suas demandas diárias.

O ideal é sempre manter o canal de comunicação com credibilidade, respondendo tanto as críticas quanto elogios. Vale a pena ainda monitorar o que é falado sobre a sua empresa, buscando sempre o aprimoramento dos processos.

2. Crie um website ou blog e faça marketing de conteúdo

Sabendo que a maior parte dos internautas faz pesquisas em sites de busca, como o Google, ao inserir determinadas palavras-chave nos artigos ou vídeos de seu site ou blog o tráfego aumentará consideravelmente.

No entanto, você precisa desenvolver um site ou blog de qualidade, que fale a linguagem do seu público-alvo, trazendo conteúdos exclusivos e do ramo de atuação.

Atualmente, o marketing de conteúdo é uma excelente ferramenta para atrair novos clientes, sem falar na geração de leads, ou seja, a identidade digital da sua empresa ficará mais evidente, aumentando a visualização dos produtos e serviços.

Trata-se de uma alternativa para enfrentar as grandes marcas que já estão no inconsciente dos consumidores. Assim, os seus clientes poderão acompanhar as novidades e lançamentos, contribuindo com o relacionamento pós compra.

3. Tenha um e-mail marketing

Ao estabelecer um contato mais próximo com os seus clientes, nada melhor do que sempre mantê-los por dentro das atualizações do seu site ou blog.

Para isso, o e-mail marketing é uma das estratégias digitais que conta com bons resultados. Afinal, a mensagem chegará diretamente na caixa postal do consumidor sem importuná-lo, tendo em vista que haverá a prévia autorização por meio da assinatura da newsletter.

Dessa forma, ao ser utilizada com parcimônia, a medida estreita o relacionamento e ainda mantém a sua empresa sempre próxima do dia a dia dos clientes.

Mantenha as estratégias digitais em evidência   

Ao adotar as nossas dicas, lembre-se sempre de manter uma atualização em tudo o que for feito. Como a rotatividade na internet é muito grande, devido as constantes mudanças das informações, é preciso acompanhar todas as novidades, criando conteúdos atrativos.

Investindo nas estratégias digitais o seu negócio criará uma presença online responsiva, estando lado a lado com as grandes empresas, ou seja, trata-se de um meio mais econômico e com bons resultados, que refletirão na credibilidade da sua marca.

E aí, gostou do nosso artigo? Quer se manter bem informado e saber mais sobre estratégias digitais? Então curta agora mesmo a nossa página no Facebook!

Celular para uso corporativo: 5 características que ele precisa ter

O avanço tecnológico proporciona inúmeras vantagens para um negócio. Hoje em dia, a mobilidade telefônica tem facilitado a comunicação entre as pessoas em qualquer lugar e a qualquer hora. Por isso, é imprescindível que as empresas acompanhem as tendências do mercado, principalmente escolhendo um bom celular para uso corporativo.

A telefonia ainda permanece sendo um dos meios de comunicação mais utilizados em todo o mundo. Contar com um aparelho que apresente algumas características essenciais, como um bom sistema operacional e recursos tecnológicos, é garantir agilidade nos processos e redução das despesas.

Por isso, neste post você vai descobrir 5 características indispensáveis que um bom celular para uso corporativo precisa ter. Confira!

1. Usabilidade e sistema operacional

Existem três tipos de sistemas operacionais no mercado: Windows Phone para os celulares Microsoft (anteriormente da Nokia), Android para as outras marcas (Motorola, Sony, Samsung, etc.) e iOS para iPhones.

Com os vários avanços na usabilidade dos sistemas, é muito difícil que uma pessoa que já tenha utilizado um smartphone fique perdida ao fazer uso de um aparelho diferente. A adaptação é rápida, já que as funções são descobertas com facilidade, o que é fundamental para os funcionários de uma empresa.

Vale lembrar que, para todos os tipos de sistemas, a regra funciona da mesma maneira: os celulares com processamento maior e os mais novos vão receber atualizações frequentemente. Já os aparelhos ou modelos de entrada mais antigos vão ficando mais lentos, com dificuldades para funcionar aplicativos pesados e, claro, para trás das novidades do mercado.

O iOS é bastante intuitivo para o usuário e, sem dúvidas, estamos falando de um sistema completamente seguro. Porém, é o que permite menos personalização.

Quanto ao Android, trata-se de um sistema rápido, personalizável e que tem variações entre as marcas, haja vista que as empresas podem incluir funções especiais e aplicativos próprios nos aparelhos. Por esse motivo, é menos seguro que o primeiro, devido às invasões e vírus que podem afetar o sistema.

Já o Windows Phone é pouco personalizável, fácil de usar e bastante intuitivo. Ele acaba sendo a última opção por causa da pouca oferta de apps, além da demora nas atualizações. Isso acontece porque as empresas, geralmente, lançam as novidades para Android e iPhones primeiro.

2. Tela, câmera e outras funções

Ter um celular maior ou menor é uma questão de adaptação ao manuseio. As telas maiores e com uma resolução melhor são fundamentais para quem precisa ler muitos arquivos, trabalhar com vídeos, entre outras funções que exigem um tamanho adequado.

Além de exibir vídeos em alta resolução, muitos celulares já filmam em 4k. Da mesma maneira que ocorre com as demais funções, quanto mais moderno é o dispositivo, melhor vai ser a sua câmera.

Muitos modelos novos já possuem áudio estéreo, leitor digital para desbloqueio da tela, resistência à água, etc. Já os mais tops do mercado contam com tela sensível à pressão, áudio de altíssima qualidade, reconhecimento de íris ou facial e conexão com óculos de realidade virtual.

3. Bateria e carregamento

É importante ressaltar que as tecnologias de baterias não têm avançado como as empresas esperam. Por isso, os processadores mais modernos e a memória RAM passam a operar buscando utilizar a energia de modo eficaz, o que significa não precisar correr atrás de uma tomada durante todo o dia.

Os aparelhos mais antigos, que possuem processamento menor, também apresentam eficiência energética menor, enquanto os aplicativos e o sistema exigem mais. Dessa maneira, certamente a bateria vai durar menos tempo.

Os modelos mais modernos e recentes ainda apresentam outra novidade relacionada ao carregamento da bateria. Trata-se da conexão USB-C. Ela está substituindo o USB 2.0 e o objetivo é padronizar todos os cabos e carregadores dos aparelhos. Os celulares com essa nova conexão têm transmissão de dados e carregamento incrivelmente mais rápidos.

4. Desempenho e memória

Para essas duas características é preciso apontar a regra: quanto mais, melhor! Os processadores que possuem mais potência garantem rodar bem um vídeo, um arquivo e utilizar diversos apps ao mesmo tempo, incluindo apresentações, fotos, edição de planilhas, entre outras funções importantes em uma empresa.

Para aqueles que passam o dia trabalhando na rua, um aplicativo como o Waze (de mapas) vai exigir muito do sistema do aparelho, por isso um bom processamento é essencial para que esse tipo de necessidade seja atendida da melhor maneira e sem problemas.

Para utilizar os apps de trocas de mensagens e utilizar as redes sociais, por exemplo, uma básica configuração deveria ser suficiente, certo? Porém, não é bem assim que funciona, já que os aplicativos e os sistemas estão sempre ganhando atualizações. Dessa forma, eles exigem cada vez mais memória e processamento. E lembrando que quanto mais se exige configuração do aparelho, mais rápido se perde bateria.

Os modelos Premium, que foram lançados recentemente pelas marcas, já possuem um processador octa-core (oito núcleos), além de contar com mais de 4 GB de memória RAM (inúmeras tarefas são realizadas sem travar o aparelho).

A memória interna dos celulares (os tops de linha) que são ótimas opções para as empresas é de 32 GB para cima. Quanto mais armazenamento, mais tem espaço para vídeos, arquivos, livros, etc.

Hoje em dia, com tanto dados coletados em uma empresa, contar com um celular que tenha apenas 8 GB de memória significa ter de ficar deletando arquivos para conseguir utilizar o celular o que, convenhamos, não é nada produtivo para o negócio.

5. Recursos tecnológicos para comunicação

Existem várias aplicações que podem ser úteis para os objetivos empresariais. Existem aplicativos desenvolvidos para uso corporativo que oferecem inúmeras possibilidades, como compartilhamento de arquivos exclusivamente com a equipe, melhoria de comunicação, etc.

Sabe aquele relatório em PDF que contém dados importantes para fazer novos investimentos e que, infelizmente, está no sistema da empresa? Antes era possível acessá-lo apenas via computador, não é mesmo? No entanto, tal arquivo pode ser encontrado facilmente em um ambiente que passa a ser um complemento do sistema da empresa: no aplicativo do celular.

Por isso, escolher um celular que tenha a possibilidade de receber esses aplicativos é indispensável para o negócio. Toda empresa séria que tenha como objetivo a melhoria de sua comunicação precisa passar a utilizar celulares corporativos o mais rápido possível.

As tecnologias vieram para somar e, por isso, oferecem muitas oportunidades de crescimento e de expansão para os negócios. Desse modo, para alcançar objetivos positivos e tão desejados, é importante buscar essas soluções inovadores na rotina do trabalho.

O celular para uso corporativo é um equipamento essencial para que os funcionários entrem em contato com seus colegas de trabalho, fornecedores e clientes de maneira muito mais ágil e eficiente. Sem esquecer, obviamente, da redução que se tem nas despesas. Então, faça uma pesquisa e encontre um aparelho que tenha as características destacadas acima e atenda as necessidades do seu negócio.

E aí, gostou do nosso conteúdo? Então continue com a visita e aproveite para ler o texto “Como analiso a conta de telefone da minha empresa?” agora mesmo!

O que analisar ao contratar uma prestadora de serviços de telefonia?

 

No mundo dos negócios, é fundamental ter um bom canal de comunicação com funcionários e clientes. Para isso, pode ser necessário contratar uma prestadora de serviços de telefonia.

Essa tarefa, no entanto, não é tão simples. Você deve analisar minuciosamente os planos que cada operadora oferece, observando fatores como: necessidade de utilização de dados móveis, demanda de ligações externas e internas, entre outros.

Se você quer contratar diretamente os serviços de uma operadora — ou pretende analisar a sugestão da empresa de consultoria — este artigo será bastante útil. Confira a seguir quatro dicas importantes na hora de contratar uma prestadora de serviços de telefonia:

Verifique as necessidades da sua empresa

O primeiro passo antes de contratar uma prestadora de serviços de telefonia é saber do que a sua empresa precisa. Por exemplo: planos de ligações locais ou interurbanas? Ligações para celular ou telefone fixo? Se precisar de mais de um celular, quais funcionários terão acesso e para qual finalidade? Será necessário usar internet? Sua empresa utiliza mais o ambiente virtual para acessar vídeos, mandar e-mails ou atualizar as redes sociais?

Tendo essas respostas, será mais fácil para você analisar sua conta de telefonia e escolher uma empresa que ofereça um pacote de serviços e franquia mais adequado à sua necessidade, além de compreender melhor as formas de monitoramento e controle de consumo que ela apresenta. Isso certamente evitará gastos desnecessários.

Pesquise as melhores tarifas

O serviço de telefonia no Brasil é prestado em forma de concessão do serviço público a empresas privadas. Por isso, a Anatel regula e estabelece um teto para os valores praticados no mercado.

Atualmente, diversas operadoras de telefonia oferecem serviços corporativos. Para não se precipitar, recomendamos que você compare as tarifas praticadas por cada uma delas e escolha o pacote de serviço mais adequado ao seu negócio.

Conheça a reputação da empresa de telefonia

Não pesquisar a reputação da prestadora de serviços de telefonia pode lhe trazer muita dor de cabeça. Fazendo uma busca no Google, você pode descobrir, por exemplo, que a empresa promete uma franquia de internet e não fornece a capacidade prevista no contrato, ou, ainda, que o serviço de celular é ineficiente: a rede fica inoperante e congestionada com frequência. Esses problemas podem ser evitados se você souber qual a reputação da empresa.

Outra dica é você pesquisar no site da Anatel. Lá, você encontrará o cadastro das empresas que recebem reclamações sobre os serviços de telefonia.

Escolha quem oferece assistência pós-venda

Após contratar uma prestadora de serviços de telefonia, podem surgir alguns problemas como falta de sinal, lentidão na internet, entre outros. Além disso, é possível que haja necessidade de alterar o contrato. Por isso, dê preferência às empresas de telefonia que ofereçam um suporte pós-venda de qualidade.

Essa escolha requer muitos cuidados, algumas empresas preferem contratar uma consultoria para facilitar o trabalho. Se for o seu caso, lembre-se de que é importante escolher uma empresa consolidada no mercado, com boas referências de serviço e pós-venda.

Uma comunicação eficiente possibilita a divulgação do trabalho, facilita a circulação interna de informações, além de permitir contato com os clientes. E para contratar uma prestadora de serviços de telefonia, todas essas questões que tratamos neste artigo não devem ser negligenciadas, pois podem influenciar diretamente nos lucros do seu negócio.

Gostou das nossas dicas? Então, entre em contato com a gente. Estamos preparados para esclarecer todas as suas dúvidas!

Redução de custos para pequenas e médias empresas: 6 dicas importantes!

Em tempos de crise econômica, é muito comum que donos de pequenas e médias empresas tomem algumas atitudes visando diminuir os custos. O foco, portanto, deve ser no controle dos gastos e na economia de dinheiro. No entanto, a redução de custos para pequenas e médias empresas nem sempre é uma tarefa fácil, ainda mais quando não há planejamento.

Uma gestão de custos responsável é essencial para conseguir realizar essa tarefa e garantir qualidade no serviço ou produto. Assim, é possível reduzir o preço final e tornar o negócio cada vez mais competitivo.

Pensando nisso, preparamos 5 dicas importantes para que a redução de custos seja aplicada na sua empresa da maneira mais eficiente possível. Continue lendo e confira!

1. Conheça todos os seus custos

Algo que não se deve fazer em qualquer ação efetiva de redução de gastos em uma empresa é tomar atitudes impensadas, sem fazer uma análise de todo o processo.

É aconselhável ter uma visão geral de todos os gastos mensais do negócio. Faça uma lista e anote todos os custos, até mesmo aqueles menos importantes, que acontecem poucas vezes.

Liste todos, pois assim será possível conhecer todos os gastos e as despesas, o que vai ajudá-lo no momento de buscar alternativas para aplicar a redução. Atitudes como essas fazem com que nenhum recurso importante seja cortado, evitando prejuízos para a empresa.

2. Estude o seu fluxo de caixa

Após conhecer os custos, o ideal é fazer uma avaliação das finanças do seu negócio. Como assim? É simples. Basta conhecer bem o fluxo de caixa, ou seja, o registro de tudo aquilo que entra e sai da empresa.

Ao fazer uma análise geral, você vai perceber, por exemplo, que um dos produtos ou serviços não tem tanta saída quanto esperava, gerando prejuízos. Nessa etapa é bastante prático e seguro que a empresa conte com uma ferramenta ou apps que façam o controle do fluxo. Assim, não será preciso gastar tempo fazendo o levantamento manualmente.

3. Envolva os integrantes da sua equipe

Esse é um momento em que todas as pessoas da equipe precisam se envolver. O assunto é redução de gastos, logo, para ter um resultado efetivo, é essencial que cada um faça a sua parte na diminuição de despesas de consumo.

Para tanto, o ideal é que haja uma conversa franca com toda a equipe, explicando a situação financeira da empresa e expondo todas as metas que devem ser atingidas. Essa é uma maneira de convidar os funcionários a colaborarem.

4. Faça um gerenciamento das faturas de telefonia/internet

Algumas despesas como telefone e internet podem ser reduzidas. Não quer dizer que a empresa terá que fazer ligações controladas ou usar menos a internet. Existem outras soluções para melhorar esses hábitos de utilização.

Por exemplo, uma excelente alternativa é procurar uma operadora e selecionar um plano que atenda às necessidades empresariais, já que existem planos otimizados que realizam a gestão da melhor maneira possível. Escolha sempre bons prestadores de serviços para o seu negócio!

5. Escolha uma boa operadora e uma excelente empresa

Os grandes diferenciais de uma empresa que presta serviços de atendimento, consultoria e vendas para telefonia está no trabalho oferecido, na credibilidade e na competência. Por isso, é muito importante optar por uma que tenha, reconhecidamente, a melhor experiência em atendimento.

Para verificar a excelência da empresa, é recomendado fazer uma pesquisa de satisfação dos clientes no “reclame aqui” e analisar a reputação da empresa de acordo com os comentários.

6. Armazene os documentos online

Um gasto muito comum em diversas empresas é com itens de escritório. O papel e os custos com impressão, por exemplo, podem ser substituídos pelo armazenamento em nuvem de documentos. Você economiza papel e tinta de impressora de uma vez só.

São dicas como essas que fazem a redução de custos para pequenas e médias empresas ser efetiva e ter resultados incríveis, sem precisar perder qualidade ou sobrecarregar os recursos.

Gostou deste texto? Então aproveite para assinar a nossa newsletter! Assim, você recebe as nossas atualizações direto na sua caixa de entrada!

Como atrair mais clientes: 4 estratégias práticas para começar já!

Uma das preocupações de todo negócio é pensar em como atrair mais clientes. Atualmente, os meios digitais transformaram essa prática. Imagine, por exemplo, quantas pessoas estão online neste exato momento. Um número anos-luz maior do que os consumidores que decidiram sair às ruas para comprar ou resolver alguma pendência.

Diante de uma realidade virtual que cresce exponencialmente a cada dia, as empresas que almejam criar estratégicas na busca de novos clientes não podem virar os olhos para o marketing digital.

Se você quer saber como atrair mais clientes, veja em nosso post quatro dicas que certamente farão a diferença no seu negócio!

1. Ganhe visibilidade na internet

A sua empresa conta com um site? Já atualiza com frequência a página no Facebook? Vende online? Possui consultores para solucionarem as dúvidas dos clientes?

São questionamentos que merecem a sua atenção, pois todos remetem ao posicionamento do seu negócio na rede. Quanto mais facilidades e soluções de problemas você oferecer aos consumidores, maiores serão as chances de conquistá-los ou fidelizá-los.

Por isso, a atração de clientes está diretamente ligada aos investimentos nas novas plataformas de negociação. E, claro, no marketing digital, como veremos a seguir:

2. Faça marketing de conteúdo

Produtos e serviços são específicos e causam dúvidas ou até mesmo problemas que necessitam de dicas para serem solucionados.

Ao criar um blog que fale diretamente sobre o seu ramo de atuação, certamente você estará mais próximo do seu mercado consumidor, esquentando os processos que integram uma ou mais vendas.

Utilizando palavras-chave estratégicas, os usuários visualizarão o seu negócio quando digitarem-nas no Google. Com isso, ao receberem conteúdo de qualidade, poderão se identificar com a sua empresa, buscando brevemente um produto ou serviço.

Além disso, o marketing de conteúdo gera credibilidade no mercado, sem falar na fidelização dos clientes, ou seja, é um investimento com retorno garantido, principalmente quando feito com profissionalização e boas escolhas de temas a serem abordados.

3. Explore as redes sociais

Na explosão de informação gerada constantemente na internet, as redes sociais vem se transformando em uma companheira de todas as horas dos cidadãos.

Seja na fila do banco, na espera de atendimento em uma clínica, dentro do transporte público ou em casa mesmo, o acesso é frequente e geralmente em momentos de descontração, ou seja, a pessoa está aberta a receber mensagens sintonizadas ao seu estilo de vida.

Conhecendo os padrões de consumo do seu público-alvo, após análises de dados por meio de Big Data, será possível elaborar posts que despertem o interesse, likes e aproximação com os clientes.

Quanto mais próximo você estiver, mais será lembrado. Trata-se de uma excelente estratégia para atrair novas vendas e uma maior lucratividade.

4. Crie promoções

Está para surgir um setor no comércio brasileiro que atraia mais a atenção dos consumidores do que as promoções. Elabore combos, dê brindes, faça cartões fidelidade, sorteie produtos, enfim, abuse da criatividade e venda mais.

No quesito como atrair mais clientes, as promoções sempre foram presentes, seja no comércio físico ou online. Por isso, não deixe de explorá-las com todos os cuidados necessários, como planejamento, estudo de mercado, busca pelos melhores fornecedores e produtos etc.

Depois de conhecer as nossas dicas sobre como atrair mais clientes, que tal ficar por dentro dos aplicativos que auxiliam na gestão de pequenas e médias empresas? Explore nossos conteúdos!

Vendendo pelo telefone: como usar esse canal para aumentar as vendas?

Já parou para pensar que o telefone pode ser um grande aliado às vendas em sua empresa? Por meio desse canal é possível expandir o alcance dos seus negócios a um custo de investimento relativamente baixo.

Entretanto, para se assegurar de que esse investimento lhe trará o retorno esperado, é necessário ter atenção em alguns pontos.

Acompanhe essa leitura para descobrir as melhores estratégias sobre vender pelo telefone.

Ofereça treinamentos e incentivos ao time de vendas

O pessoal responsável pela comunicação com os possíveis clientes deve agir de maneira humanizada, de forma que o potencial cliente se sinta confortável com a conversa.

A impressão que o operador passa é a impressão que o ouvinte terá da empresa como um todo. Por isso é muito importante que o time de vendas se sinta motivado e seguro em sua função.

Defina seu público alvo

Esse é um passo crucial para ter sucesso ao vender pelo telefone: saber com quem falar. Sendo uma empresa ou uma pessoa física, certifique-se de que está ligando para alguém que possui uma demanda ou interesse em seu produto/serviço.

Uma boa forma de fazer isso consiste em aliar os times de marketing e de vendas. O pessoal do marketing traz as informações para sua empresa, e o pessoal da venda parte para a ação.

Faça o planejamento

É interessante definir previamente como será conduzida a abordagem ao possível cliente. A conversa deve seguir um tipo de script, mas apesar disso, deve ser fluida e harmônica. No script devem estar inclusas as informações mais relevantes que possui sobre o cliente potencial, sobre o produto que está a oferecer e como você pode ajudá-lo.

A utilização de gatilhos de venda também pode influenciar no processo de negociação. Eles são pequenas frases utilizadas nos minutos iniciais da conversa com o intuito de atrair a atenção.

Persista, mas não insista

Por muitas vezes, as empresas erram nesse quesito de persistir VS insistir. Tudo isso pela questão de como é feita a abordagem com o cliente. É importante saber diferenciar ambas.

A persistência é a melhor ferramenta dos profissionais e empreendedores bem sucedidos, o oposto da insistência. É necessário persistir em clientes que você acredita ter potencial, por mais que a resposta dele, inicialmente, seja negativa.

Geralmente empresas insistem em alguns possíveis clientes apenas com o intuito de cumprir metas, fazendo com que a imagem da instituição fique ruim devido à insistência. Além disso, estará perdendo tempo que poderia ser investido em potenciais clientes.

Mantenha um bom relacionamento

É importante estabelecer um relacionamento com seus clientes desde o momento em que ele demonstrou interesse pelo seu produto/serviço até o pós-venda. Não apenas pelo telefone, mas também por outros meios de comunicação como a internet, usando e-mail ou redes sociais.

Quando se mantém um vínculo com a clientela, é muito provável que ela volte a lhe procurar quando for preciso: seja para adquirir um novo produto, ou para tecer comentários sobre as vendas já efetuadas.

O telefone ainda é um ótimo canal para divulgar seus produtos e alcançar seus clientes. Com planejamento e inteligência, vender pelo telefone pode ser uma maneira muito útil e produtiva para aumentar suas vendas.

Gostou dessas dicas? Assine nossa newsletter para estar por dentro das novidades que temos para você e sua empresa.

Gestão de fornecedores de serviços: 5 dicas para fazer com excelência

É muito difícil pensar em uma empresa que funcione sem fornecedor, certo? Ou ele presta algum serviço importante para um produto ser vendido ou fornece a própria matéria-prima. Desse modo, não vai adiantar muito ter uma boa estratégia de produção se o fornecedor gerar danos ao produto ou entregar a embalagem com atraso.

Pode-se dizer, considerando esses aspectos, que o fornecedor está no coração de qualquer negócio. Logo, uma boa gestão de fornecedores de serviços se torna fundamental para garantir sucesso e boas vendas.

Pensando em ajudar você nesse quesito, preparamos uma lista com cinco dicas para facilitar a sua gestão de fornecedores. Confira e boa leitura!

1. Defina as suas necessidades com relação à compra

A gestão de fornecedores se inicia antes mesmo de começar uma pesquisa de mercado. É importante, então, ter um planejamento eficiente. Assim, o primeiro passo é definir os objetivos da empresa e as exigências de matéria-prima para atender à qualidade desejada pelos clientes.

Tendo as metas, os objetivos e os requisitos necessários para os processos, é possível criar um plano eficiente e conhecer as reais necessidades do seu negócio.

Sabendo quais são os produtos específicos e os serviços necessários para atender aos pedidos, será mais fácil encontrar o fornecedor mais adequado para as demandas.

2. Mantenha a agenda atualizada para ter boa gestão de fornecedores de serviços

A fiscalização das entregas deve fazer parte do trabalho de gestão de fornecedores a fim de garantir que todos os pedidos estejam em dia. Para tanto, é essencial ter uma agenda atualizada, na qual todos os pedidos devem ser anotados e, é claro, as datas previstas.

Assim, consegue-se notificar os fornecedores caso haja atraso ou adiantamento sem aviso. Pode ser que o carregamento que chega à empresa esteja em uma filial ou que o pedido seja levado para outra empresa.

Isso significa que é possível perguntar o motivo ao fornecedor, já que existirá um controle  e um acompanhamento de todos os processos.

3. Entenda o custo e o valor de toda a cadeia

É necessário estar atento a todas as informações para ter noção do valor do seu negócio. Não encare a sua empresa como um ser isolado, pois ela faz parte de um ecossistema que está relacionado ao produto.

Então, para gerir bem um negócio e poder fazer uma boa negociação com os seus fornecedores, é importante entender o valor de toda a cadeia, desde a criação de um produto até o consumidor final.

Outra dica é não se ater a valores ao escolher fornecedores, visto que há fatores mais relevantes que podem gerar prejuízos para o seu negócio. Pode ser que o fornecedor que você contratar entregue produtos diferentes, e isso fará com que a sua empresa assuma a responsabilidade por esses produtos.

4. Organize os processos

Criar e manter uma boa organização dos processos para todos os setores da empresa é essencial. Portanto, organize todos os processos, desde a contratação da equipe de funcionários até os suprimentos.

Assim, será bem mais prático lidar com os fornecedores, identificando pontos de melhoria. Aliás, de nada adianta ter objetivos e metas definidas sem ter um processo correto para tornar viável um planejamento.

Também é interessante adotar algum software de gerenciamento, já que isso facilita o acesso e a visualização das informações.

5. Construa um bom relacionamento com os fornecedores

Já percebemos que trabalhar em parceria com os fornecedores é crucial para ter sucesso no negócio. Então, é muito importante entender que as negociações e o relacionamento devem ser baseados em uma troca vantajosa para todos os envolvidos, ou seja, ambos devem ganhar.

Dessa forma, será muito mais fácil adquirir vantagens em serviços e produtos, e ainda obter os itens de maior qualidade, negociando reduções nos valores. O resultado para a sua empresa será de grandes vantagens à frente da concorrência.

Investir em uma boa gestão de fornecedores de serviços é fundamental, e ainda garante muitas vantagens para o seu negócio. Além de uma cadeia de suprimentos consolidados, a empresa conseguirá custos mais baixos e aumentará a eficiência dos seus serviços.

E aí, gostou do post? Aproveite para assinar a nossa newsletter e ter todas as nossas atualizações em sua caixa de entrada!

Conheça as principais funcionalidades que um celular corporativo deve ter

A modernidade impôs muitas mudanças no cotidiano corporativo. Com o tempo cada vez mais escasso para cumprir todas as demandas diárias, os colaboradores necessitam de recursos tecnológicos que contribuam para acelerar a transmissão das informações.

Um deles é o celular corporativo. Além de reduzir os custos operacionais, ele contribui para a organização dos dados e o agendamento das tarefas — configurando-se como um grande aliado da produtividade empresarial.

No entanto, é preciso utilizar o aparelho com foco no trabalho, evitando situações que possam influenciar no rendimento. Neste post você ficará por dentro das principais funcionalidades de um celular corporativo.

Venha conosco e fique bem informado!

Tenha ligações ilimitadas   

Uma das grandes vantagens dos celular corporativo é o número ilimitado de ligações para os demais aparelhos da companhia. Dessa maneira, você poderá se comunicar constantemente com os demais colaboradores, ficando por dentro de tudo o que está acontecendo dentro da sua empresa.

Há planos que também contemplam ligações locais, funcionalidade muito útil para quem atua nos contatos comerciais ou no atendimento aos clientes. No entanto, para que o investimento se torne viável, é necessária a colaboração dos funcionários — como veremos nas orientações a seguir.

Evite o uso pessoal do aparelho    

Ter à mão um celular corporativo com ligações ilimitadas é uma tentação, não é mesmo? No entanto, a sua produtividade poderá ser consideravelmente afetada caso o uso seja feito de maneira incorreta.

Uma dica é evitar as ligações para familiares ou amigos. Faça isso apenas em momentos de extrema urgência. Caso contrário, utilize as ligações somente para assuntos profissionais, otimizando o tempo e também os custos do serviço.

Afinal, as ligações são ilimitadas para os demais celulares corporativos. Ou seja, para além disso, a conta poderá pesar no orçamento — sem contar que o colaborador que abusar ainda pode sofrer com possíveis advertências administrativas.

Fuja das redes sociais 

Com vários recursos tecnológicos existentes hoje em dia, é preciso saber filtrar os assuntos profissionais dos pessoais. Por isso, evitar as redes sociais nos horários de trabalho é essencial, principalmente em seu celular corporativo.

Outro ponto a ser levado em conta é que a internet também traz custos a mais nos planos — ou seja, quem contribui com a redução dos gastos ganha pontos com a chefia.  Portanto, aproveite o seu aparelho para utilizar aplicativos de gestão que certamente ajudarão em um melhor aproveitamento do dia, trazendo mais negócios e rentabilidade.

Invista na comunicação   

Fazendo o bom uso do celular corporativo, os recursos de comunicação poderão ser muito bem explorados. A possibilidade de enviar arquivos, transmitir mensagens de voz e agendar compromissos diários torna tudo mais ágil e organizado.

Portanto, nada melhor do que fechar um plano corporativo em sua empresa, reduzindo os custos e ainda ampliando os contatos.

Afinal, a comunicação é tudo atualmente e o celular corporativo é uma tendência que veio para ficar — tanto por conta da redução dos gastos com contas telefônicas quanto com o aumento da produtividade de cada colaborador em diferentes setores da sua companhia.

E você, já experimentou as vantagens de um plano corporativo? Quer estar sempre bem informado sobre o mundo da telefonia? Então assine agora mesmo a nossa newsletter!

Entenda como a tecnologia pode ajudar a otimizar os processos da sua empresa

Certamente, você já ouviu falar que tempo é dinheiro, certo? No atual patamar de extrema competitividade no mercado, a premissa de produzir mais com menos mudou o dia a dia dos negócios.

Com os números girando a todo momento, dos recursos humanos ao financeiro, passando pela linha de produção ao setor administrativo, tudo depende da tecnologia na integração dos diferentes segmentos dentro de uma organização. Além disso, é preciso otimizar processos para não só acompanhar a rapidez das coisas como também para obter dados confiáveis que auxiliam nas tomadas de decisões.

Para você ficar por dentro do que faz a diferença em uma empresa, elaboramos este post trazendo 4 dicas que serão bem úteis para você não deixar a concorrência a sua frente. Acompanhe!

Conheça a importância de otimizar processos   

A redução do desperdício de tempo é um dos principais objetivos ao otimizar os processos, aumentando a produtividade e trazendo mais lucros às empresas. Além disso, os recursos são melhor aproveitados, como as matérias-primas, evitando perdas consideráveis que possam influenciar negativamente no orçamento.

Para isso, existem diversos meios de obter dados sobre o rendimento das máquinas e colaboradores, entradas e saídas de recursos, quantidade de vendas, análises de fornecedores, melhora da comunicação interna e externa, entre outros pontos.

Com esse conceito entendido, vamos apresentar a partir de agora 4 dicas de implantações tecnológicas que podem ajudar a modificar os sistemas na sua empresa.

1. Automatize os processos  

Quando uma corporação deixa tudo automatizado, o nível de acertos cresce exponencialmente. Sem contar que, diariamente, são gerados dados que ajudam tanto no planejamento quanto nas tomadas de decisões. Com isso, o nível de erros cai drasticamente, contribuindo com a saúde financeira, humana e social do negócio.

Ao automatizar os processos, investindo em tecnologia, como em equipamentos de última geração, tudo o que é produzido gerará informações, da quantidade de tinta utilizada ao rendimento de um funcionário. Ou seja, você poderá acompanhar os processos estatisticamente.

2. Invista na internet das coisas 

A integração em rede de todos os setores de uma organização é um dos avanços obtido por meio da internet das coisas, também conhecida como IoT. Um dos benefícios é o monitoramento constante do fluxo de operação, verificando os desgastes das ferramentas, falhas operacionais e também humanas.

Dessa forma, os gestores recebem as informações rapidamente, otimizando o tempo e agindo com mais assertividade. Um exemplo é na redução dos acidentes de trabalho.

3. Instale um ERP  

O Enterprise Resource Planning (ERP), é um software que integra todos os dados da empresa em um mesmo sistema. Desse modo, o acesso aos dados fica bem mais rápido, contribuindo para um controle mais rígido do negócio e dos meios de produção.

Trata-se de um avanço na gestão que transforma dados em ações em prol da empresa, ganhando novos mercados e mais qualidade nos produtos e serviços prestados à população.

4. Conte com um sistema de gestão integrada 

Um sistema de gestão integrada reúne todos os setores da empresa em uma mesma plataforma. Isto é: os relatórios do transporte estarão disponíveis assim como dos recursos humanos, linha produtiva e almoxarifado, passando pelo financeiro.

Ao otimizar processos, os gestores combatem gargalos, repensando projetos e implantando melhorias que são revertidas em queda nas perdas. Por isso, investir na tecnologia é imprescindível para as empresas que queiram não só ganhar mais competitividade, como também se manter no mercado que exige cada vez mais ações audaciosas e criatividade no reaproveitamento dos recursos disponíveis.

E aí, depois de ler este post você gostaria de aprender mais sobre link dedicado? Já ouviu falar do assunto? Então veja o que é e os benefícios dentro de uma empresa lendo mais um artigo do nosso blog!

4 dicas para economizar na fatura de telefone móvel e fixo

O atual cenário brasileiro de crise econômica e política tem gerado insegurança e a necessidade de promover cortes de gastos nas empresas para a sua manutenção no mercado.

Nesse sentido, percebemos que o gasto com telefonia sempre é alvo de preocupação dos gestores, porém, devido à importância da comunicação, muitas empresas têm dificuldade de economizar na fatura de telefone móvel e fixo.

Para auxiliar a sua empresa a realizar uma análise criteriosa do consumo por setor, horários de maior consumo, destinatários das ligações — interurbano, local para fixo ou celular —, há empresas especializadas que podem ser contratadas. Ao contratar uma para fazer essa comparação com os produtos e serviços oferecidos pelas operadoras de telefonia, também se terá um suporte após a aquisição desses serviços, gerando redução de custos.

Sabendo dessa necessidade de economizar na fatura de telefone, preparamos um artigo com quatro dicas importantes na hora de contratar uma prestadora de serviços de telefonia. Leia e entenda melhor!

1. Verificar a necessidade da empresa

O primeiro passo para economizar na fatura de telefone é elaborar um perfil de consumo da empresa, mapeando se o tipo de negócio exige contato com fornecedores  ou funcionários por meio de ligações interurbanas, realização de ligações para fixo ou celulares e estabelecimento de horário de maior consumo.

Após determinar o tipo de consumo, será possível contratar o plano de telefonia corporativo mais econômico e que atenda às necessidades da empresa com menores valores.

2. Pesquisar tarifas

O mercado de operadoras de telefonia corporativa é diversificado e, assim, há a possibilidade de comparar preços e decidir sobre as melhores tarifas conforme a necessidade da empresa.

3. Controlar o consumo

Controlar o consumo e restringir o número de linhas fixas aos setores que realmente necessitem, assim como reduzir o uso de aparelhos móveis aos funcionários com funções em que o uso do celular seja exigido, pode gerar redução dos gastos com telefonia.

Conscientizar e orientar os funcionários quanto ao melhor horário para realizar chamadas e ao tipo de ligações autorizadas, bem como a fiscalização por meio da fatura telefônica dessas chamadas, também devem fazer parte da rotina, levando a empresa a economizar na fatura de telefone.

4. Contratar uma operadora

Depois de seguir as três primeiras dicas, é hora de escolher uma operadora de telefonia com boa reputação e que entregue o serviço contratado com qualidade.

Contratar um plano empresarial para telefone fixo e celulares na mesma operadora gera economia de ligações entre eles, franquias para outros tipos de ligação e tarifas mais baratas na utilização do código dessa operadora em ligações de longa distância.

Economizar na fatura de telefone é questão de boa gestão, controle e disciplina no consumo. E deve envolver todos os colaboradores porque, se todos souberem a forma correta (objetivo, horário) de utilizar o serviço de telefonia empresarial, a economia será maior.

E aí, leitor? Entendeu como economizar na fatura de telefone? Está pronto para colocar essas quatro dicas em prática?

Aproveite para curtir a nossa página no Facebook e fique por dentro de todos os nossos melhores conteúdos e notícias que preparamos para você.

Link dedicado x Internet Banda Larga: Qual a melhor escolha?

Ninguém gosta de sofrer com conexão ruim de internet, não é mesmo? Sinal que cai o tempo todo, a demora para fazer o download de um arquivo ou aquele áudio da reunião on-line que fica travando são alguns exemplos de problemas que uma internet ruim causa. O link dedicado e a internet banda larga são serviços oferecidos por operadoras que garantem qualidade na internet.

A maioria das pessoas sabe o que é a internet banda larga. No entanto, poucas conhecem a tecnologia link dedicado. Pensando em tirar dúvidas sobre esses dois serviços, vamos falar sobre as diferenças e vantagens de cada um.

Vamos lá?

O que é e como funciona a internet banda larga?

A internet banda larga não exige a presença de uma linha telefônica para transmitir os dados. A velocidade desse tipo de serviço é calculada em bits por segundo, isso significa que, em um segundo, ela transmite dados de 1000 bits ou 125 bytes.

Essa é uma internet em que o usuário não precisa se preocupar em atingir a velocidade da internet, pois o acesso é livre e sem limites. Ou seja, ao atingir o máximo da velocidade, a conexão não corre o risco de ficar lenta. Pelo contrário, ela continuará estável e sem problemas.

Quais as suas vantagens?

A internet banda larga, como já dissemos no tópico anterior, não tem limites, sendo possível navegar pelas redes sociais, fazer downloads, assistir a vídeos e ouvir músicas à vontade.

Outra vantagem é o custo-benefício, que não aumenta na franquia conforme a utilização. Ou seja, são 24 horas por dia com tráfego de upload e download constante e ilimitado.

Sem contar que é uma internet que não ocupa o fixo. Dessa forma, como são separados, podem ser utilizados ao mesmo tempo, no momento em que você desejar.

O que é e como funciona o link dedicado?

O link dedicado é um serviço que foi criado especialmente para o setor corporativo. Com ele, as empresas têm acesso a um link exclusivo para a transmissão de dados, o que é diferente nas conexões normais, visto que diversos usuários compartilham o link.

Sabe-se que grandes problemas de conexão com a internet são causados pelo congestionamento do acesso. Desse modo, a empresa que utiliza o link dedicado tem a garantia de estabilidade no sinal, já que não terá usuários trocando dados ao mesmo tempo e deixando o sinal disputado.

Quais as suas vantagens?

Um dos principais motivos que levam os empreendedores a escolherem esse serviço é a estabilidade para a produtividade. Como se trata de uma pista direta e sem obstáculos, a estabilidade tende a ser maior. Por isso, a empresa pode contar com uma conexão 100% estável, sem correr riscos de quedas imprevisíveis.

Outra vantagem é um contrato sem letras miúdas. Muitos serviços geralmente prometem algumas soluções, mas acabam entregando outras ao usuário. No link dedicado não acontece isso, pois a banda fica sempre disponível e não é preciso compartilhar o uso com vizinhos, por exemplo.

Em relação ao custo-benefício, esse é excelente, já que no link dedicado o usuário terá a certeza de que poderá contar com o serviço completo, garantindo uma grande produtividade no seu negócio.

Percebe-se, analisando os dois serviços, que a estabilidade e a velocidade do link dedicado são superiores à da internet banda larga. Isso acontece, pois a velocidade da conexão não varia de acordo com o número de usuários conectados, como acontece na banda larga.

Por outro lado, vale ressaltar que o serviço de link dedicado possui uma instalação mais demorada e tem um custo mais elevado que o da banda larga. Além disso, os contratos do link dedicado tendem a ser mais longos que o da internet banda larga.

Enfim, link dedicado e internet banda larga são duas opções de serviços bastante sérias e eficientes. É preciso analisar as necessidades para adquirir a melhor opção para o perfil de usuário ou da empresa.

Se você gostou deste post, compartilhe-o em suas redes sociais e divida-o com seus amigos para que eles possam aprender sobre o assunto!

As vantagens de contar com uma empresa para lidar com operadoras de telefonia

Ao gestor que busca resultados com maior nível de lucratividade, a eliminação de despesas desnecessárias é uma meta constante.

Podendo passar despercebido, o gasto com comunicação é uma fonte interessante de estudos de economia. Contudo, como não é fácil lidar com operadoras de telefonia e seus serviços, a contratação de uma consultoria especializada é uma boa ideia.

Consultoria empresarial telecom

Assim como as demais modalidades de consultoria, uma empresa especializada em dar assistência personalizada atende à demanda de organizações que têm necessidade de melhorar a sua configuração de serviços de telefonia e internet contratados.

Com poder de também atuar na avaliação de novas demandas, as consultorias telecom ajudam a empresa cliente a adequar os serviços que realmente precisam. Assim, não se paga por excessos nem é preciso ficar alterando os contratos de forma insegura e onerosa.

 

 

Além disso, uma consultoria profissional tem a capacidade de apoiar os seus clientes a resolverem problemas que talvez demorassem mais se fossem tratados diretamente com a telecom fornecedora. Existem muitas vantagens para a empresa que lança mão de uma consultoria especializada em serviços de internet e telefonia. Dentre elas é preciso ressaltar as principais:

Conhecimento de mercado

Trabalhando especificamente com o mercado telecom, uma consultoria terá condições de dar assessoria muito bem fundamentada e atualizada. Isso faz com que se economize muito tempo de pesquisa de mercado e que se tenha acesso às soluções mais adequadas com grau maior de assertividade.

Clareza na hora de tirar dúvidas e atendimento personalizado

Uma empresa que não conta com um serviço de consultoria precisa ser atendida pela sua operadora de telefonia como outro cliente qualquer. Ainda que seja corporativo, as dúvidas podem ser mais demoradas e difíceis de ser respondidas. Além disso, o atendimento personalizado de uma consultoria faz com que se ganhe mais tempo.

Contratos mais adequados

O bom contrato junto a uma telecom é aquele que consegue atender todas as demandas da empresa cliente sem exceder a demanda básica, mas também não deixando de fora os serviços e ferramentas fundamentais. Para conseguir entender a real necessidade e moldar o pacote a ser contratado com economia, uma consultoria vale muito a pena.

Redução de custo

Embora alguns gestores possam acreditar que os valores cobrados por uma consultoria possam pesar no caixa, é preciso entender que um contrato em desacordo com a real demanda da empresa e a falta de controle sobre cobranças indevidas pode superar em muito o investimento em um acompanhamento especializado.

Suporte na resolução de problemas

Outro ponto de economia oferecido por uma consultoria telecom é a ajuda na hora de solucionar problemas. Uma vez que ela já saberá quais os melhores caminhos e terá condições de ajudar a resolver tudo de uma forma mais rápida e objetiva, a empresa do cliente não demandará tantas horas de trabalho do seu próprio pessoal para cuidar desses assuntos.

Como se pode ver, para lidar com operadoras de telefonia, a melhor solução corporativa é avaliar a contratação de uma consultoria que tenha renome e experiência no mercado. Assim, você terá melhores condições de conseguir adequar as suas despesas e minimizar perdas de recursos.

Se ainda tem dúvidas de como um serviço de consultoria desse tipo pode ajudar, compartilhe conosco nos comentários. Caso tenha tido experiências com alguma consultoria ou queira dividir as suas impressões sobre o assunto, fique também à vontade. Queremos saber como anda a sua gestão de serviços de telefonia e internet.

5 dicas para otimizar o uso da internet na empresa

Garantir que a internet esteja sempre disponível em uma empresa é algo essencial em um tempo em que a tecnologia se mostra necessária para aumentar a produtividade no trabalho. Portanto, é fato que a conectividade gera diversos benefícios no mundo dos negócios e, por isso, é essencial otimizar o uso da internet nas corporações.

Inclusive, lidar com a redução na velocidade da rede e com quedas de links tem sido uma realidade cada vez mais comum. Dessa forma, é preciso fazer com que o ambiente virtual da sua corporação esteja sempre disponível e funcionando com a máxima velocidade.

Pensando nisso, preparamos 5 dicas para você otimizar o uso da internet na sua empresa. Confira e boa leitura!

1. Utilize o cache de proxy

Utilizar essa ferramenta é muito simples: quando um colaborador do seu negócio visita alguma página da web, o conteúdo fica salvo em cache no servidor proxy. Esse servidor é responsável por intermediar a conexão interna e externa do ambiente empresarial de forma bastante segura.

Isso significa que na próxima vez que esse mesmo site for acessado, ele será carregado com muito mais velocidade (já que o conteúdo já estará salvo no servidor) e, portanto, não vai consumir banda de seus links. Outra vantagem é que esse é um método que dá a impressão de que a conexão é mais rápida do que ela realmente é.

2. Alinhe o projeto, dados e necessidade da empresa

É muito importante que todos os objetivos sejam levados em conta na hora de planejar um investimento para o uso de dados. De fato, cada empresa tem um propósito diferente em relação a esse uso. Logo, o ideal é que todas as pessoas importantes — gestores e colaboradores que trabalham com dados — sejam envolvidas para identificar todos os problemas que precisam ser resolvidos.

3. Tenha cuidado com as atualizações e backups

É muito mais econômico e prático fazer uma configuração em todo o servidor para centralizar o download de arquivos do que permitir que cada computador baixe atualizações individualmente, certo? Só será preciso tornar os arquivos acessíveis para todas as máquinas da rede corporativa.

Também é essencial dar uma atenção aos serviços de backup em nuvem, pois, muitas vezes, eles permitem uma configuração do máximo de banda que será utilizada para o envio das cópias de segurança ao servidor em cloud. Por isso, é importante estar atento, caso contrário, a aplicação pode exigir demais dos seus links e deixar a conexão lenta.

4. Identifique e bloqueie as aplicações

Outro detalhe fundamental para otimizar o uso da internet é prestar atenção nas aplicações que demandam muita banda dos links e que não são tão necessárias para o fluxo de trabalho. Alguns exemplos são os serviços de streaming de música e vídeo, que podem ser regulados ou até mesmo bloqueados.

Outro serviço que se enquadra nesse perfil é o VoIP (Voice over IP). Mas vale lembrar que algumas empresas utilizam essa tecnologia para a comunicação, então é preciso ter cuidado ao restringi-la. Enfim, é essencial fazer um balanceamento dos links para que a banda dê prioridades àquelas aplicações que são realmente importantes para o negócio.

5. Conte com um serviço de suporte gerenciado

Uma forma muito eficaz de garantir que a conectividade do seu ambiente virtual corporativo esteja sempre funcionando e com rápida velocidade é utilizar um serviço gerenciado. Um gestor é um aliado para os momentos de necessidade, pois ele identifica problemas e os resolve antes que causem prejuízos para a empresa. Então, escolha sempre bons prestadores de serviços para o seu negócio.

Seguindo essas dicas, será possível otimizar o uso da internet dentro da sua empresa e, consequentemente, aumentar a produtividade de todos os colaboradores.

Você curtiu este post? Lembrou-se de outras dicas para otimizar o uso da internet? Então, deixe um comentário neste texto e compartilhe conosco suas ideias sobre o assunto!

Conheça apps que auxiliam na gestão de pequenas e médias empresas

O desenvolvimento constante da tecnologia tem permitido que pessoas e empresas, cada vez mais, tenham condições de controlar melhor a rotina.

Por meio de algumas soluções, consegue-se aumentar a produtividade, controlar as finanças, compartilhar informações, organizar a agenda, entre outros benefícios. Hoje vamos tratar especificamente de apps de gestão de empresas.

Quer conhecer algumas ferramentas que vão ajudar a aprimorar os resultados do negócio e saber quais benefícios elas proporcionam? Então continue conosco e confira agora mesmo!

Betalabs

É uma tecnologia voltada para a integração das áreas de um negócio em apenas uma solução. Com essa ferramenta, é possível economizar na utilização de papéis, aumentar a produtividade e evitar problemas na comunicação. Em outras palavras, o setor de vendas passa a estar ligado à área financeira, trocando dados relevantes para a rotina, por exemplo.

O sistema funciona na nuvem, o que garante mobilidade para os colaboradores, visto que pode ser acessado tanto em computadores quanto em celulares e tablets. Sendo assim, mesmo que haja uma equipe trabalhando externamente, ela continua podendo acessar informações importantes e executar o trabalho normalmente.

Pai

O aplicativo tem um nome curioso, mas que revela bastante o objetivo da ferramenta: oferecer uma base para que os negócios (em fase inicial ou de amadurecimento) tenham gestão eficaz. Foi criado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) e tem o foco em questões financeiras.

Ele auxilia a controlar processos como cálculo de custos, precificação de produtos e serviços, acompanhamento do estoque, fluxo de caixa e emissão de notas fiscais. A boa notícia é que é gratuito!

Gestão Plus

O sistema auxilia no controle de informações a respeito dos clientes, cadastro de produtos, vendas, contábeis e fiscais. Assim, é possível encontrar soluções que ajudem a reduzir os custos e otimizar o tempo.

Ele é gratuito para testes e está disponível para smartphones e computadores.

Agendor

Esse app de gestão de empresas é um CRM — sigla em inglês para gestão do relacionamento com clientes — on-line e, portanto, ajuda a manter as informações sobre os consumidores atualizadas, além da possibilidade de gerar relatórios detalhados e facilitar o processo de análise.

Por meio dele, é possível melhorar a forma como o seu negócio lida com o seu público, entendendo o padrão de consumo e satisfazendo as suas necessidades. Consequentemente, as chances de alavancar as vendas passam a ser maiores.

Conta Azul

Agora é possível usar o Conta Azul também pelo celular, por meio de um aplicativo que auxilia na geração de vendas. Por meio dele, pode-se enviar as informações para os clientes, permitindo que seja feito um acompanhamento sobre o processo de forma bem simples.

A ferramenta também oferece a possibilidade para cadastrar e gerir os clientes, os produtos e os serviços, além da criação de gráficos que ajudam a controlar a evolução do faturamento.

Expensify

Essa aplicação é voltada para o controle de despesas. Permite a digitalização de documentos (como recibos), lançamento de dados, importação de informações bancárias e pode ser usado em qualquer lugar, a qualquer momento (principalmente por oferecer a opção de funcionamento off-line).

É especialmente importante para empresas que precisam lidar com viagens dos colaboradores. Pode ser integrado a outros softwares, como o Evernote e o Dropbox, por exemplo.

Evernote

O Evernote é uma ferramenta que faz o armazenamento dos dados — como fotos, vídeos, arquivos de áudio e notas — na nuvem. Ele possibilita a integração com vários outros aplicativos, e as atualizações são feitas em tempo real (quando conectado à internet), o que o torna ainda mais completo.

É uma excelente opção para organizar tarefas, adicionar lembretes e compartilhar atividades com outras pessoas.

Como podemos ver, existem diversas opções de apps de gestão de empresas, que atendem desde demandas mais simples (como organizar a rotina) até as mais complexas, envolvendo rotinas fiscais, contábeis e financeiras, por exemplo. Basta escolher a que melhor se encaixa nas necessidades do seu negócio.

Gostou do post? Então aproveite para seguir o nosso perfil nas redes sociais e ficar por dentro das novidades, incluindo outros conteúdos como este. Estamos no Facebook, LinkedIn e YouTube!

Link Dedicado: o que é e por que minha empresa precisa disso?

Praticamente todas as empresas dependem da internet, seja para vender um produto, anunciar um serviço, conectar membros da equipe em locais diferentes ou acessar dados e informações. Estar constantemente conectado se transformou em uma necessidade básica, em qualquer ramo dos negócios.

Mas, e quando a conexão se mostra instável bem no dia em que há uma conferência via web com um importante investidor? E quando um problema na rede acaba por derrubar o site? A Amazon, por exemplo, deixou de ganhar U$S 30 mil por minuto apenas com a inacessibilidade de seu site.

Uma ótima solução para evitar contratempos nesse sentido é investir no Link Dedicado. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto.

O que é o Link Dedicado?

Transtornos como os que foram citados na introdução deste texto não são raros. E os prejuízos causados por problemas com a conexão, menos ainda. Isso ocorre porque, ao nos conectarmos à internet, estabelecemos trocas de dados entre nossa máquina e o provedor do serviço.

Como milhões de pessoas fazem o mesmo “caminho”, num mesmo momento, a velocidade pode diminuir e o sinal pode cair ou ficar instável, pois ocorre um congestionamento da rede. O Link Dedicado, é uma espécie de “via livre” e a sua empresa passa a ter uma conexão exclusiva com o provedor.

Quais são as principais vantagens do Link Dedicado?

Por se tratar de uma espécie de acesso diferenciado ao provedor, o Link Dedicado oferece uma série de vantagens, principalmente para empreendimentos que não podem correr o risco de sofrer algum tipo de instabilidade no serviço:

  • zero oscilação: esqueça as interferências que costumam acontecer em uma conexão comum. O Link Dedicado oferece disponibilidade praticamente irrestrita;
  • 100% do serviço contratado: sabe quando você contrata uma velocidade e recebe outra? Isso não existe com o Link Dedicado, já que o canal de comunicação entre a máquina e o provedor é exclusivo;
  • desempenho superior: ao contrário da conexão ADSL, o Link Dedicado oferece separação das bandas para download e upload. Com isso, não há interferências entre elas e em ambos os casos pode-se usar 100% da velocidade contratada;

3 dicas para contratação de Link Dedicado

1. Contrate uma banda que esteja de acordo com as suas necessidades

Enquanto o Link Dedicado entrega 100% da velocidade contratada, o link compartilhado só disponibiliza 30% desse valor. Assim, nem sempre é possível ter uma velocidade satisfatória e adequadas às necessidades da empresa. Um escritório com até 20 pessoas que utilizam serviços de e-mail, por exemplo, pode contar com 1Mbps. Quem utiliza videoconferência ou armazenamento em nuvem deve aumentar a potência da banda.

2. Conte com vários números de IP

É comum que a contratação de um Link Dedicado ofereça IP´s fixos. Dessa forma, é possível contratar serviços de certificação para garantir maior segurança dos dados. Outra vantagem é instalar servidores próprios a partir desses números de IP e obter Links Dedicados também para eles, gerando ainda mais estabilidade para a conexão.

3. Exija um suporte exclusivo

Além do acesso exclusivo ao servidor, garanta que também haja suporte para o serviço de Link Dedicado. Isso pode ajudar caso algum problema grave atinja a estabilidade da sua internet, levando menos tempo para restabelecer o sistema.

É importante lembrar que, embora o Link Dedicado tenha um custo mais elevado, em relação à banda larga comum, esse valor é compensado pela alta performance e pela segurança do sinal.

Viu como o Link Dedicado é uma ótima opção para sua empresa? Gostou do nosso post? Então assine nossa newsletter e fique por dentro de outros assuntos como este!

Como analiso a conta de telefone da minha empresa?

Entre os maiores gastos corporativos, figuram as despesas telefônicas. Seus valores frequentemente provocam dúvidas em quem está à frente de um setor da empresa ou do dono do negócio. É por isso que analisar a conta de telefone é tão importante.

Esse procedimento permite identificar possíveis erros e cobranças indevidas na fatura, evitando alguns transtornos na hora de avaliar o impacto dos valores no orçamento do mês. Mas, muitas vezes, estudar os números recebidos no papel não é suficiente.

A contratação de uma consultoria especializada pode ajudar a evitar de verdade qualquer provável dor de cabeça. Quer ver como isso acontece?

Os procedimentos da consultoria ao analisar a conta de telefone

A consultoria especializada em análises de faturas telefônicas utiliza um software para rastrear todos os registros de custos com telefone na sua empresa. O gasto é, então, comparado com os serviços que foram contratados junto à operadora, incluindo as tarifas e ligações inseridas no plano escolhido.

Caso alguma incompatibilidade seja verificada, a consultoria entra novamente em cena para solucionar o problema e evitar a possibilidade de gastos desnecessários no seu orçamento. Com o auxílio desse processo, uma relação de confiança e honestidade entre empresa e operadora também acaba sendo estabelecida.

É claro que você ou o responsável pelas contas da empresa pode se disponibilizar a realizar esse processo na ponta do lápis, a fim de verificar os trâmites das faturas. Mas a consultoria garante que tudo seja feito com mais precisão e confiabilidade.

As soluções para lidar com erros identificados

A emissão da fatura com valores errados é um dos maiores descuidos cometidos pelas operadoras. Provavelmente, é o erro que mais passa despercebido pelas organizações, já que o empresário está acostumado a simplesmente abrir a fatura e realizar o pagamento sem conferir. Porém, essa situação ganhará a interferência positiva da consultoria.

A partir disso, uma auditoria é aberta para que a operadora tome conhecimento das cobranças indevidas. Todos os detalhes identificados pelo software serão repassados, em mínimos detalhes, para concluir essa etapa.

Em seguida, a contestação é aberta para que seja feito o devido ressarcimento, seja em forma de créditos na fatura seguinte ou no ajuste da conta atual, para que somente o valor correto seja pago.

Os benefícios da contratação de uma consultoria

Ter uma equipe especializada para analisar a conta de telefone da sua empresa tem muitas vantagens. Primeiramente, você poderá ficar mais focado em seu negócio, sem ter de se preocupar com pormenores que acabam tomando um tempo precioso.

Em seguida, é interessante ressaltar que qualquer consumidor quer pagar a conta correta, com valores justos que correspondem ao que foi realmente contratado. As operadoras também saem ganhando, pois com a identificação correta de seus erros, elas podem otimizar processos e realizar um serviço mais minucioso e atento.

Por fim, a empresa que conta com um processo cuidadoso de análise em vigor assegura a redução de custos, a negociação correta de contratos, o controle de gastos e a determinação de quais serviços são realmente necessários para contratar.

E então, viu como é fácil analisar a conta de telefone da sua empresa com segurança e sem grandes preocupações? Se você já utilizou esse tipo de consultoria ou está interessado em adotar o serviço, deixe um comentário abaixo!